Você já teve um sonho que pareceu real?

Atualizado: 24 de Dez de 2019



Hoje pela manhã, eu acordei e fui direto pra cozinha. Sabendo que dorme dentro de você um leãozinho faminto, preparei os ovos mexidos com pão integral torrado que gostamos. Quando a cafeteira soltou no ar o cheiro de café passado, senti as tuas mãos em minha cintura e o teu beijo no meu ombro. Na ponta dos pés silenciosos, você me da o primeiro beijo do dia e o primeiro sorriso.


Preparo a mesa, sento de frente para você e para o sol que em minutos irá beijar as tuas costas. Ele agora nem me prende a atenção. Um gole de café e sorrio de canto te assistindo fechar os olhos em orgasmo gastronômico, você gosta mesmo desse pão com ovos! Toma o seu café e compartilha o sonho que teve essa noite, te questiono e você vai mais além, muito mais além do sonho que teve, e eu adoro esses teus devaneios. Eu adoro o jeito que você faz a vida ir mais longe, quase que em utopia.


O sol começa se esfregar em meus olhos, passou pelas tuas costas sem percebermos, estávamos em êxtase. Um silêncio senta com a gente e nós o escutamos falar, enquanto trocamos olhares gratos e gratuitos sentimos o vento leve de uma manhã de domingo. Levanto com a xícara na mão e você me acompanha, chega no sofá antes de mim, bate de leve no mesmo e com cara de preguiça me convida para deitar em seu colo. As pontas dos teus dedos percorrendo os meus olhos e todos os detalhes do meu rosto, quase me ensurdecem, eu quase não entendo que neste momento você está planejando o nosso dia. Você fala bonito, me pede um beijo e eu perco o meu olhar no teto...


Só eu sei o quanto eu pedi por esse momento. Só eu sei o quanto esse sonho foi real.

Levanto do sofá, é hora de parar de sonhar acordada. Lavo a minha xícara e pego um livro, o sol não foi um sonho e agora é minha companhia. Enquanto ele me aquece, compareço em outro mundo de ideias.


Com gratidão,

Kau Bonnett.