Sentindo muito


Enquanto as histórias la fora terminam mais um parágrafo, os poemas aqui dentro acrescentam mais uma vírgula após palavra. Não sei usar direito os pontos e como consequência, tudo é sequência. A história não se renova na manhã como um novo parágrafo, a história continua após a vírgula como se fosse apenas uma pausa. 


Hoje as histórias la fora dormiram, mas os escritos aqui dentro não se calam. É mais uma noite sem saber se cheia ou fria. 


Sentindo muito, por me sentir vazia. 


Com Gratidão,

Kau Bonnett.

"Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar."

- Marco Aurélio