Quero um hóspede fiel

Atualizado: 11 de Dez de 2019



Hoje o eco tomou a casa. Eu estou tentando, eu juro que estou tentando organiza-la, mas eu não sei ser só. A bagunça que ficou por aqui seria fácil organizar, mas eu deveria ter trancado a porta antes de começar. 


Houve uma visita, uma visita que me pareceu ter aparecido em boa hora, mas foi aparência. Quando voltei para a sala com o café quente, já não estava mais ali. Havia deixado as fotos antigas espalhadas e o seu cheiro estampado no sofá.


Tranquei a porta, coloquei um cd pra tocar e sentei no chão. A música melancólica ecoou em meus ouvidos e eu congelei o meu olhar. Para quem vou contar os meus dias agora? Eu vivo de planos a dois, daqueles que sei que não darão certo, mas ainda assim acredito. Eu vivo para escrever sobre olhares, aqueles que contemplo de perto e respiro próximo. Eu quero cuidar dos detalhes de alguém. Preciso de uma visita que não venha só nas temporadas. 


Quero um hospede fiel, que esteja sempre por aqui porque a casa o fez bem, porque virou seu lar.


Com gratidão,

Kau Bonnett. 

"Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar."

- Marco Aurélio

Amastê - 33.650.333/0001-15 - Florianópolis.