Livre, selvagem e impagável



 No instante em que o meu olhar cruzou com o dela, eu desejei ler aquelas entrelinhas. A primeira música que ela me fez ouvir eu quis absorver a letra inteira, apenas para cantarmos juntas trocando tons, olhares e sorrisos.

   Ela foi mistério no primeiro instante e continua sendo em partes. E, eu não quero saber tudo sobre ela, mas eu quero conhece-la. Desejo saber qual a sua comida favorita hoje e apresentar à ela uma comida diferente amanhã, algo que ainda não conheça. Vai ser bom saber qual é o conforto dela, qual o dia favorito e quantas vezes ela põe os pés no chão para se sentir em paz. 

  São palavras confusas né? Eu sei, está me custando organizar tudo, mas é que eu sinto muito, longe e perto dela eu sinto muito! Quero cuida-la, sem pontuação correta, sem lugar programado, sem rótulos e muito menos horário. Com a maior calma do mundo, eu quero cuida-la. 


Livre, selvagem e impagável, como uma dente-de-leão. 


Com gratidão,

Kau Bonnett. 

"Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar."

- Marco Aurélio