• Kau Bonnett

Eu te guardo em mim


Hoje na estação de trem, senti o cheiro da minha geléia favorita, aquela que só você sabia fazer. Sorri torto por instantes lembrando do dia que fomos pegar as uvas para a geléia, as abelhas voaram contra nós. Doloroso, mas lembrar hoje me causa risos.

Nós sempre tão bobos, sempre tão nós. 

Voltei à realidade quando o trem chegou. Sentei no meu canto, consciente da longa viajem e resolvi te reencontrar em mim. Sempre foi fácil e nunca previsível, você está em mim o tempo todo. 

Lembrei da tua indecisão na prateleira de vinhos do supermercado, por mim era sempre qualquer um e sempre qualquer coisa, para você, sempre o melhor. Sua preocupação era tão gostosa de admirar. A primeira receita que você me ensinou, eu faço questão de repeti-la todas as manhãs, até hoje. O dia que eu fui até os teus pais pedir a sua mão, nossa, que dia! Eu tremia muito, mas menos que no dia em que brigamos. Nossa primeira discussão e eu não sabia o que fazer, o seu ciúme e orgulho ocuparam a sua mente e eu fiquei tremulo sem saber como lidar. Foi coisa passageira, assim como todos os nossos sentimentos ruins foram.


Ainda falta um tanto para chegar, devo conseguir mais algumas lembranças de mim.

Rio sozinho, teu sotaque mineiro invadiu a minha mente, como eu amava esse sotaque!

E como esquecer aquela noite que te surpreendi? Tua canção favorita eu aprendi e os versos mais lindos eu espalhei pela casa. Foi a primeira fez que te vi chorar. 


Cheguei na estação, mais algumas quadras até o hospital onde você está. Não pode falar e nem me ver, mas estou levando até você, tudo o que ainda somos e eu sei que você pode me sentir. Estou ansioso para te tocar com os meus olhos e dizer o que sempre disse: Nós somos a conexão mais linda que tivemos, vou ser sempre seu. 

Nenhuma reação sua, eu já esperava. Permanecerei aqui nos recordando, ainda sem lembrar do porquê nos separamos e o que te fez parar aqui. 


Eu te guardo em mim e não te esqueço, faço questão de não te esquecer.


Com gratidão,

Kau Bonnett.

"Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar."

- Marco Aurélio