• Kau Bonnett

Conexões de alma


Acomodei os meus olhos nos teus e o meu corpo no conforto do cômodo. Tua respiração seguiu por mim enquanto eu seguia os teus gestos. O teu jeito de sorrir me despertou o sorriso, o teu jeito de falar me fez querer dizer, que o teu jeito de ser me conquistou. Alguns minutos e ainda estamos aqui, admirando o que a presença nos permite sentir, sentindo o que parece vir de muitas vidas. 


Uma vida acabava de renascer. Era claramente uma conexão de alma. Te pertenci no instante em que se entregou para mim e ali ficamos. Não existiu o padrão de beleza e muito menos o padrão de amor, pois nos amamos da maneira mais pura, intensa e errada. Deixei o vento te levar pra longe e me deixei por aqui. Encontrei novos olhares, senti novas palpitações, esbarrei por outros corpos, mas sinto ter esquecido de desplugar a minha alma da tua.


Anos após o ocorrido aqui estamos, perdi detalhes que só encontrei em você, detalhes meus, que claramente só existiam nos meus sonhos. O tempo voou enquanto juntos, e lentamente quando estive longe. Mas cada volta sua me fez perceber o quanto eu havia crescido e o quão você havia evoluído. Me questionei a viagem toda do porquê nunca me esquecer de você, percebi na pele o arrepio do reencontro, assisti no peito o amor voltar. Voltou sem nunca ter ido.

Conexões de pele duram instantes. Conexões de alma, ultrapassam vidas. 

Conexões são raras. Por isso, tomo a liberdade de lhe dar apenas um conselho: 

Se você se conectou, sentiu o mais puro amor, sentiu a intensidade de pertencer por inteiro ao outro e ao instante, mantenha essa conexão. O tempo pode estar a seu favor, mas eu não contaria com ele. Te esforça para manter a tua alma conectada.

Conexões de alma serão para sempre. Grave isto: Para sempre! 


Com Gratidão,

Kau Bonnett.

"Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar."

- Marco Aurélio