Kau Bonnett,

Com Gratidão

e com a alma.

NÃO ADIANTA EXIGIR AMOR QUENTE

  • agosto 11, 2017
  • by



Hoje voltei com o café, estou na segunda dose do dia e nas últimas horas do mesmo. Foram quase dois meses sem. Hoje enquanto tomo a segunda dose, percebo a diferença... Quando o deixei de lado, foi difícil suportar, veio a dor de cabeça, a vontade, ficou tudo mais lento. Agora que voltei com ele, meu sono se foi, acelerou o meu coração, me deixou desperta e inquieta. Lembrei daqueles amores que quando a gente deixa de lado, o coração aperta, o choro se faz presente, tudo fica lento e sem graça, mas depois de um tempo parece que nunca estiveram ali. As voltas desses amores são como tomar café depois de meses... O coração acelera, o sono se vai e a inquietude chega.

Ultimo gole de café, agora frio. Parece com o mesmo amor, depois de um tempo. 

Se o coração estiver frio. 


Com gratidão,
Kau Bonnett.

Kauany Bonnett (1996). Nasceu em Santa Catarina e atualmente reside em São Paulo. Começou escrever com 14 anos de idade. É aficionada pelo comportamento humano e pelos ensinamentos da vida. Por isso, transforma os momentos vividos em palavras.

5 comentários:

  1. Lindo texto, como sempre inquietante... é amor ou território apropriado do amor? O café como vício ou repetição? Muita goodvibes pra ti poetisa!!!!

    ResponderExcluir
  2. Cara, to de cara!!!Perdeu o calor, o café, o amor.Frio já nao tem o mesmo sabor.

    ResponderExcluir
  3. Toda vez que eu tomar café vou lembrar disso!

    ResponderExcluir