Kau Bonnett,

Com Gratidão

e com a alma.

UM BREVE ADEUS

  • outubro 23, 2016
  • by

  Tantos dias couberam em um e tantos outros em 3 minutos. 
  Tenho saudade da tua gigante saudade, dos teus olhares apaixonados. Intermináveis olhares que me olhavam e me acompanhavam aos bons dias. 
Tenho saudade do jeito frágil e do teu carinho imediato, imediato ao ter contato com o meu ser. Tenho vontade de ter você inteiramente de volta, mas ao mesmo tempo, lembro que de todas as tuas voltas, essa foi a única que mais senti saudade da tua presença. 
  Esteve aqui e tão distante que quase pude sentir o teu corpo ir pra longe. Esteve aqui presente, mas antes esteve mais. Esteve aqui presente, hoje só de ser. E eu estive aqui presenciando a minha saudade de ter a tua alma com a minha. 
  Se é a liberdade que tanto deseja, saiba que já a tens. Pois aqui comigo, não consegui sentir o teu ser inteiro, em nenhum dia se quer. Se é a liberdade que almeja, está bem próximo. 
Boa sorte na intensa busca por mais da mesma. Me perdoa por querer estar cada vez mais em você, mas a minha alma anseia por cuidar de outra e se apegou a tua de um jeito que até hoje eu tento separar. Minha alma anseia por amar, por ser junto a outro ser. 
  Por agora boa sorte, vá! Busque o teu libertar. Que eu vou lutar para não precisar amar nenhuma outra alma, a não ser a minha. 


Te agradeço. Sinto saudade e felicidade pelos dias vividos. 
  Ocupou o lugar de um "até logo".

Com Gratidão, 
Kau Bonnett. 

Kauany Bonnett (1996). Nasceu em Santa Catarina e atualmente reside em São Paulo. Começou escrever com 14 anos de idade. É aficionada pelo comportamento humano e pelos ensinamentos da vida. Por isso, transforma os momentos vividos em palavras.

0 comentários:

Postar um comentário