Kau Bonnett,

Com Gratidão

e com a alma.

O QUE VOCÊ VERIA SE NÃO PUDESSE VER?

  • julho 07, 2016
  • by


 "Se você não pudesse enxergar, qual seria a beleza do seu mundo?"

  Ontem percebi um homem que estava praticamente invisível para as pessoas, ao lado da saída do hortifruti. Uma placa em seu peito dizia "Me ajude, sou cego". Fiquei parada em frente a minha bike, me arrumando para voltar para casa, pedalar ao lado da beira mar, podendo contemplar todas as coisas boas que meus olhos podem ver. Apesar de enxergar apenas 70% com o olho direito, ainda posso ver muito, e agradeço por isso! 
Mas algo me incomodava e a pergunta gritava em mim, qual seria a maior beleza para ele? 
Me aproximei e perguntei o motivo, se já tinha nascido assim ou não, e não pude deixar de perguntar qual era a coisa mais bonita para ele. Essa foi a resposta: 
  
  "Perdi a visão devido a diabetes, mas guardei em minha memória o máximo de imagens
que pude. Hoje, a maior beleza que eu tenho, é o sentir. Apesar de todas as dificuldades, eu agradeço, pois os meus ouvidos ficaram mais sensíveis, o que eu toco tem mais significado e a imaginação ficou muito mais aguçada. A vida agora é mais desafiadora e isso é o que me faz querer viver ainda mais." 

  Eu sorri com os os olhos embaçados. Ele não podia me ver, mas tenho certeza que sentiu. Me despedi agradecendo o ensinamento e desejando coisas boas a ele. 

 Tenho comigo a frase "Close and feel" a quase um ano, e ela nunca tinha feito tanto sentido como faz agora. 
 Se quiser saber qual seria a maior beleza do seu mundo se não pudesse ver, feche os olhos enquanto sente. Feche os olhos enquanto escuta, enquanto toca, enquanto vive. Aproveite cada segundo e cada detalhe. Feche os olhos e quando abrir, agradeça pelas coisas que pode ver. Pelas cores, pela vida!

 Você não precisa perder para contemplar


Com Gratidão, 
Kau Bonnett. 















Kauany Bonnett (1996). Nasceu em Santa Catarina e atualmente reside em São Paulo. Começou escrever com 14 anos de idade. É aficionada pelo comportamento humano e pelos ensinamentos da vida. Por isso, transforma os momentos vividos em palavras.

2 comentários:

  1. Kau muito obrigada pelo texto que lhe perdi porque tenho glaucoma. .Cada dia você me dar motivos pra ser mas forte .Andressa Carneiro

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir